Home / Categoria / Recentes

O futuro dos eventos

por Renato Cukier em Dicas - 19/04/2018

Estive em meados de março no festival SXSW que ocorre em Austin, no Texas. Minha intenção era buscar inovação para o segmento de eventos e entender o que está reservado para o futuro deste mercado.

Voltei sem uma resposta mágica, mas com alguns insights.

Muito se falou sobre inteligência artificial e os diversos usos que já estão em produção.

O carro autônomo, maior símbolo dessa tecnologia, não é mais futuro: já está em uso em diversas cidades americanas. O UBER, por exemplo, já fez mais de 50 mil viagens com passageiros utilizando seu carro que dirige sozinho.

Nesse segmento, o que ainda podemos considerar uma novidade são os “carros voadores”, que já existem, mas ainda em nível protótipo.

Imagem de como um carro autônomo visualiza o mundo a sua volta

Mais tendências do futuro

A realidade virtual e realidade aumentada estão evoluindo e é cada vez mais possível você ter a sensação de estar em outro local sem sair do lugar.

Fiz um teste com um equipamento de VR em 3D simulando a entrada em uma mina de carvão no estande da WDR, maior emissora publica da Alemanha. É impressionante como após 2 minutos imerso, o seu cérebro quase esquece que você não está lá e começa a interagir como se fosse a sua nova realidade.

Outra experiência foi a de assistir a um cinema 8K, tecnologia 4 vezes melhor do que a 4K, que ainda é difícil de encontrar.

No filme, que foi em 3D, uma banda coreana tocava em um show de música. A sensação era de que eles estavam alí, ao vivo, bem na minha frente. A qualidade é algo surpreendente.

Jogos e diversão

Fui a palestras e à expo de E-games, segmento que será maior do que esportes tradicionais em alguns anos.

Lá, eu ví dois times de Legend of Adventures se enfrentarem em uma arena montada para receber cerca de mil pessoas como expectadores. Um mundo real, com milhares de adeptos!

Em uma outra palestra, o neurocientista Ramses Alcaide, mostrou a sua tecnologia de interação com a máquina com o cérebro humano. Uma pessoa conectada a um óculos de realidade virtual e mais 6 eletrodos na cabeça jogou utilizando apenas o pensamento.

No jogo, exibido na imagem abaixo, a pessoa dá o comando de pegar, arremessar objetos e digitar uma senha apenas usando o cérebro!

 

Digitando uma senha apenas com o pensamento

Mas como isso tudo irá influenciar o futuro do segmento de eventos?

De várias maneira!

Uma revolução é o fim de barreiras fisicas para participação nos eventos.

A tecnologia caminha para um nível que ter uma experiência transformadora independerá se ela for presencial ou on-line. E, o on-line nesse caso, é imersivo, com a sensação total de estar lá.

Você lembra do second-live? Era um aplicativo que tinha a intenção de simular um “mundo” onde as pessoas criavam o seu avatar e interagiam umas com as outras. Então, daqui há algum tempo você poderá fazer isso com um grau de realidade impressionante. E aí, porque não marcar um evento digital para curtir um show com o seu avatar, sem sair de casa fisicamente?

Interagindo em um espaço virtual

A evolução da tecnologia de transporte também influenciará diretamente em eventos. Essa que é uma das grandes dores de cabeça de quem vai a um local onde se concentram milhares de pessoas ao mesmo tempo.

Com o carro autônomo as pessoas serão deixadas no evento sem precisar gastar tempo procurando onde parar.

Isso já é realidade hoje com o a queda de preços de transportes como o Uber, porém chegará em um nível muito mais avançado. Utilizando um “carro voador” o público do evento será expandido para regiões que hoje não são alcançadas.

Estacione aqui seu carro voador

Na busca por experiências autênticas

A boa notícia para você organizador de eventos é que – segundo a Rohit Bhargava, palestrante e autor do livro “Non Obvios, how to predict trends and win the future” (Nada óbvio, como prever tendências e vencer o futuro) – na medida que a tecnologia avança para a automatização, as pessoas irão querer cada vez mais experiências autênticas que envolvam relações humanas.

É o caso do exemplo na imagem abaixo.

Trata-se de uma “biblioteca de seres humanos” onde as pessoas vão simplesmente para poder conversar com alguém sobre qualquer assunto interessante.

Você frequentaria uma biblioteca de humanos?

 

A maior reflexão final foi um mantra que vem se falando há um bom tempo: os dados são o novo ouro.

Com tanta tecnologia e capacidade analítica disponível, o que mais vai valer no futuro é o quanto você conhece o seu público e quais informações você tem sobre ele. Quanto mais informações você organizador de evento tiver sobre o seu participante, melhor a sua capacidade de entregar uma experiência incrível para ele.

Então, a pergunta é: quais informações você tem hoje do seu participante? Como você utiliza elas para gerar uma experiência incrível para o seu público?


Renato Cukier é CEO do Ticket Agora e foi para a SXSW 2018 junto com outros empreendedores brasileiros aprovados no projeto da APEX Brasil.


RELACIONADOS

Image

Todo evento precisa de um plano de marketing, entenda porquê!

25/05/2018 Marketing
  Um plano de marketing nada mais é do que um documento que detalha todas as ações necessárias para atingir um objetivo. Este plano envolve diversos aspectos, como a análise de mercado, da situação atual da e[...]
Image

A importância das imagens na venda do seu evento

14/05/2018 Dicas
Você já deve ter percebido que uma imagem pode representar muito mais o que você quer dizer do que as palavras. De acordo com o Dino Blog, site de notícias relacionadas a marketing, 37% dos gestores de content market[...]